top of page
  • Foto do escritorNova Amargosa FM

Prefeita de Itatim e secretária sofrem agressão verbal por indivíduo em praça pública


Na manhã desta quarta-feira, 6 de dezembro, a prefeita de Itatim, Daiane dos Anjos, e a secretária de comunicação, Ana Fabrícia, foram surpreendidas por um homem, vendedor de rifas, de prenome Danilo, totalmente alterado, fazendo acusações e cobranças a respeito dos serviços públicos enquanto elas gravavam um vídeo na Av. José Vieira Gomes. Ele está sendo acusado de agredi-las verbalmente.

De acordo com o site Itatim News em contato com a assessoria da Prefeitura que confirmou a veracidade do caso. O acusado chegou de forma agressiva questionando a segurança pública e animais soltos nas ruas.

“Ele chegou de forma agressiva questionando a segurança pública e animais soltos nas ruas. Disse que os funcionários da prefeitura são péssimos e nada se resolve. Chegou aleatoriamente com agressividade, falando alto e se impondo com o corpo pra oprimir a gente, postura típica de agressor. Ao ser confrontado, xingou várias vezes e ficou ainda mais agressivo.”

Ainda de acordo com as informações, o agressor recuou após a chegada de funcionários de um posto de combustível que, ao ver a situação, se dirigiram a ele pata impedir que o acusado avançasse contra a gestora e a secretária.

Agressão verbal é crime

Segundo o Código Penal brasileiro, existem artigos claros para penalizar os crimes de agressão verbal, como os Artigos 138, 139 e 140.


Estes atos, de acordo com a lei, recebem penalidades que variam conforme a gravidade do caso, que pode configurar desde casos de calúnia até difamação. É importante frisar que, se houver uma falsa acusação contra o agente, sendo categorizada como calúnia, o Artigo 138 prevê como penalidade a detenção de seis meses a dois anos, podendo ser acompanhada de multa.

102 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page