top of page
  • Foto do escritorNova Amargosa FM

Placar dos governadores: veja quem apoia Bolsonaro e Lula no 2º turno


Dois governadores reeleitos no domingo 2 formalizaram nesta quarta-feira, 5, apoio à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL): Ibaneis Rocha (MDB), do Distrito Federal, e Ratinho Jr. (PSD), do Paraná. O apoio deles já era esperado, considerando que o partido de Bolsonaro integrava as coligações que os elegeram e que eram próximos do presidente desde o primeiro mandato.

Na terça-feira 4, Cláudio Castro (PL) e Romeu Zema (Novo), governadores reeleitos do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, respectivamente, já haviam anunciado o apoio formal à reeleição do presidente. Esses quatro governadores se juntam aos apoios esperados dos governadores eleitos do Acre, Gladson Cameli (PP); do Tocantins, Wanderlei Barbosa (Republicanos); de Roraima, Antônio Denarium (PP); e do governador reeleito de Mato Grosso, Mauro Mendes (União Brasil).

Também é esperado o apoio do governador eleito Clécio (SD), cujo partido estava coligado ao PL e a outras legendas. Porém, Clécio ainda não se pronunciou. Políticos próximos de Bolsonaro trabalham pelo apoio de Ronaldo Caiado (União), reeleito governador de Goiás, que também ainda não indicou sua posição sobre o segundo turno da eleição presidencial.

Lula obteve apoio de cinco dos 15 governadores eleitos no primeiro turno, sendo os petistas Elmano de Freitas, eleito no Ceará; Rafael Fonteles, no Piauí; e Fátima Bezerra, reeleita no Rio Grande do Norte. Além deles, terá o apoio do governador reeleito do Maranhão, Carlos Brandão (PSB). Nesta quarta-feira, 5, o governador reeleito do Pará, Helder Barbalho (MDB), declarou à imprensa que irá apoiar Lula.

Palanques no segundo turno

Nos 12 Estados onde haverá segundo turno, Lula e Bolsonaro têm palanque certo em sete Estados.

São Paulo: Bolsonaro tem Tarcísio de Freitas (Republicanos); Lula tem Fernando Haddad (PT).


Rio Grande do Sul: Bolsonaro tem Onyx Lorenzoni (PL); Lula busca aproximação com Eduardo Leite (PSDB).

Espírito Santo: Bolsonaro tem Carlos Manato (PL); Lula tem Renato Casagrande (PSB).

Alagoas: Bolsonaro tem Rodrigo Cunha (União Brasil); Lula tem Paulo Dantas (MDB).

Amazonas: Bolsonaro tem Wilson Lima (PL); Lula tem Eduardo Braga (MDB).

Bahia: Jair Bolsonaro busca aproximação com ACM Neto (União Brasil); Lula tem Jerônimo (PT).

Mato Grosso do Sul: Bolsonaro tem Capitão Contar (PRTB); Lula chegou a cogitar negociação com Eduardo Riedel (PSDB), mas está sem palanque.

Paraíba: João Azevedo (PSB) ainda não anunciou oficialmente o apoio a Lula, mas seu partido é da coligação que apoia o petista. Pedro Cunha Lima (PSDB) não tomou partido; no primeiro turno, apoiava Simone Tebet (MDB).

Pernambuco: Bolsonaro perdeu Anderson Ferreira (PL); e Lula, Danilo Cabral (PSB); a disputa ficou entre Raquel Lyra (PSDB) e Marília Arraes (Solidariedade). Lula tem Arraes, ex-petista que apoia o ex-presidente desde o primeiro turno, e o palanque de Bolsonaro está indefinido.

Sergipe: Lula tem Rogério Carvalho (PT); Jair Bolsonaro ficou sem palanque.

Santa Catarina: Jair Bolsonaro tem Jorginho Mello (PL); Lula tem Décio Lima (PT)

Rondônia: Jair Bolsonaro tem Marcos Rogério (PL), formalmente, e conta também com o apoio de Marcos Rocha (União Brasil); Lula ficou sem palanque.

Revista Oeste

134 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page