top of page
  • Foto do escritorNova Amargosa FM

Mulher é presa se passando por médica em hospital na Bahia


Uma mulher de 35 anos foi presa nesta sexta-feira, 12, em Cícero Dantas, na Bahia, acusada de exercer ilegalmente a profissão de médica. A prisão ocorreu após a Polícia Civil receber uma denúncia de que uma mulher estaria se passando por médica no Hospital Municipal Luís Eduardo Magalhães, sendo que a verdadeira profissional atuava no município de Macaúbas.

Policiais se dirigiram ao hospital e identificaram a suspeita, que se apresentou como a médica Laila Chaves Lula, mostrando o CRM pelo celular para se identificar.

Ao ser questionada pelos policiais, a mulher confessou que não era médica, mas alegou ter estudado medicina no Paraguai. Disse ainda que seu verdadeiro nome era Laila Ester Gondim Bertunes.

A falsa médica foi conduzida para a delegacia da cidade, onde foi apresentada em flagrante pelos crimes de exercício ilegal da profissão, falsidade ideológica e uso de documento falso.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que contribuiu com as investigações e lamentou o ocorrido, informando que adota critérios rígidos na conferência documental dos médicos contratados pelo município.

A secretaria também anunciou que será efetivado um protocolo de averiguação ainda mais rigoroso sobre o histórico profissional e pessoal dos profissionais, buscando coibir a ação de criminosos no município.

A prática do exercício ilegal da medicina é considerada crime no Brasil, passível de pena de até dois anos de detenção, de acordo com o artigo 282 do Código Penal. (ATarde)

105 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page