top of page
  • Nova Amargosa FM

Em entrevista Deputada Estadual Valda e a advogada Dra. Elane falaram da triste realidade dos ACS

Atualizado: 16 de jan.


Nesta última sexta-feira (13), a Deputada Estadual Valda ACS (PT), e a Dra. Elane Alves advogada e primeira suplente a deputada federal do (PSD), estiveram na Emissora de Rádio Amargosa FM 105,9 no programa jornalístico Fala Cidade comandado pelo apresentador e jornalista Marco Antônio para falar sobre a triste realidade que os (ACs) Agentes Comunitários de Saúde estão enfrentando no município de Amargosa -BA.


A Deputada Valda e a doutora Elane fazem parte da Federação dos Agentes Comunitários de Saúde e são conhecidas em todo o Brasil por defender a categoria, lutando arduamente pela valorização da classe e a garantia dos seus direitos constitucionais, direitos esses que foram retroagidos no município de Amargosa, negligenciados pela prefeitura e pela Câmara dos Vereadores.


Contextualização

Toda movimentação dos agentes comunitários é devido ao projeto de lei aprovado na Câmara dos Deputados onde os Agentes Comunitários de Saúde e os Agentes de Combate à endemias deverão receber o repasse do adicional insalubridade em grau máximo de até 40%, mas segundo a categoria o repasse no município de Amargosa é apenas de 20%, entre os pontos em destaque está o cumprimento do piso salarial e repasse da décima terceira parcela.


Em sua fala a deputada estadual Valda destacou a decepção com a atual gestão do município de Amargosa e a falta de comunicação do excelentíssimo Prefeito com a categoria, convites para negociações e reuniões já foram enviados e o mesmo não compareceu nem enviou representantes. Afirmou ainda que acionará o Tribunal de Contas dos Municípios para saber como os recursos destinados à saúde estão sendo aplicados e por que a categoria não está recebendo os repasses devidos.


Já a Dr. Elane afirmou que o prefeito pode sofrer duras penalidades caso tais irregularidades sejam constatadas inclusive podendo ser enquadrado no crime de responsabilidade administrativa. Destacou ainda que medidas deverão ser tomadas pela câmara dos vereadores de Amargosa para reverter a lei aprovada por eles que retiram os direitos da categoria.


Confira na íntegra a entrevista

https://fb.watch/i2D_lnVIFa/





330 visualizações0 comentário
bottom of page