• Nova Amargosa FM

Diretor do Hospital Menandro de Faria é exonerado após família de jovem receber rim em saco plástico


O governador da Bahia, Rui Costa (PT), exonerou o diretor geral do Hospital Geral Menandro de Faria (HGMF), Ramon Nelson Bezerra de Lima Souza. A publicação do decreto autorizando a exoneração ocorreu na edição desta quarta-feira (27) do Diário Oficial do Estado (DOE).

Essa é a segunda vez no ano em que Rui Costa determina a troca de comando na unidade hospitalar. Ramon havia assumido a função no final de março substituindo Murita Laborda da Cruz Rios Sampaio, que estava na diretoria da unidade médica desde 2006. Ela era filiada ao PP, partido que integrava a base do governo petista e que migrou para o grupo de apoio a ACM Neto (União Brasil) após o vice-governador, João Leão, não assumir o Palácio de Ondina.

No lugar de Ramon, assume Vicente Miranda Borges, que já ocupa um cargo na gestão do hospital. Ele acumulará a nova função. A mudança na direção ocorre após o caso do jovem Jeferson Oliveira Bispo, de 21 anos, que perdeu um rim após uma cirurgia feita depois de levar um tiro. A equipe médica entregou o órgão à família da vítima, embalado em um saco plástico.

Segundo o hospital localizado em Lauro de Freitas, o órgão foi entregue aos familiares para realização de uma biópsia porque a unidade não possui laboratório de anatomia patológica. A gestão alegou também que a família de Jeferson recebeu indicações de onde levar o rim para fazer a biópsia pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e que procurou a família para esclarecer dúvidas sobre os protocolos.

Por sua vez, a Secretaria de Saúde (Sesab) admitiu que houve erro do hospital e que segue apurando o caso. De acordo com a pasta, a situação pode ter acontecido por causa de uma “falha no fluxo do atendimento” e a saída de Ramon do hospital “foi uma decisão a fim de aperfeiçoar a assistência na unidade”.

Bnews

97 visualizações0 comentário