top of page
  • Foto do escritorNova Amargosa FM

Caso de raiva em raposa é confirmado em Itatim e deixa saúde em alerta


Uma raposa recentemente apreendida testou positivo para raiva e imediatamente iniciamos os cuidados protocolares: a busca ativa no local para avaliar possíveis animais suspeitos e pessoas que tiveram contato com eles, além da vacinação em cães e gatos da localidade.

A raiva é uma doença viral grave que não tem cura e pode causar a morte tanto de humanos, quanto de animais. Ela pode ser transmitida através da saliva do animal infectado e o único meio de combate é a vacina. Mas atenção: além de cães e gatos, é preciso vacinar bovinos, equinos, ovinos, caprinos e suínos.

Se for mordido por animais domésticos ou silvestres, procure imediatamente a unidade de saúde para avaliação e profilaxia adequada. Se encontrar um desses animais morto, caído ou em horário/local não habituais, entre em contato com a Vigilância em Saúde no telefone (75) 98228-5159. Não toque no animal e, se puder, isole-o em ambiente fechado até que a equipe especializada chegue.

Informe a Vigilância em Saúde se cães ou gatos da residência ou trabalho tiveram contato com animais silvestres. Mantenha sempre a vacinação antirrábica em dia (uma vez ao ano) dos cães e gatos maiores de três meses.

83 visualizações0 comentário
bottom of page