top of page
  • Foto do escritorNova Amargosa FM

Casal acusa unidade de saúde na Bahia de negligência após morte de bebê

A morte de um bebê de um ano por suposta negligência em Feira de Santana levou os pais a acionar a Justiça. Ao Acorda Cidade, parceiro do Bahia Notícias, os pais de Brayan Bastos Barreto, Natália dos Santos Bastos e Luciano Gois Barreto, afirmam que houve negligência e omissão de socorro por parte do Hospital Estadual da Criança (HEC), em Feira de Santana.


Eles afirmam que a unidade de saúde negou o atendimento hospitalar ao garotinho que estava com febre por mais de 24 horas. O fato ocorreu na última sexta-feira (26).


Conforme Natália Bastos, a unidade de saúde não atendeu a criança, afirmando que ela não apresentava o nível de febre exigido pela unidade, que seria a partir de 39 graus.

Com isso, a mãe foi orientada a levar a criança a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). No local, a criança foi submetida a uma medicação que piorou o estado de saúde dela. Levada às pressas ao mesmo Hospital da Criança, o garoto foi a óbito.


Por meio de nota, a secretaria estadual de Saúde [Sesab] lamentou o ocorrido e informou que já iniciou uma apuração do fato.

“A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) lamenta o óbito de Bryan Barreto e imediatamente abriu sindicância para apurar as causas do ocorrido, o que inclui os protocolos de atendimento na UPA Estadual e no Hospital Estadual da Criança, bem como as condutas clínicas. Reiteramos que o serviço social das unidades encontram-se à disposição para quaisquer esclarecimentos aos familiares”, diz trecho da nota.


(Bahia Noticias)

70 visualizações0 comentário
bottom of page