top of page
  • Nova Amargosa FM

Brasil tem a eleição mais apertada para presidente desde a redemocratização


Com 99,3% das urnas apuradas, Lula (PT) foi eleito presidente do Brasil neste domingo (30) com 50,86% dos votos válidos, contra 49,14% de Jair Bolsonaro (PL).

Com 99,3% das urnas apuradas, Lula (PT) foi eleito presidente do Brasil neste domingo (30) com 50,86% dos votos válidos, contra 49,14% de Jair Bolsonaro (PL). A diferença, de 1,72 ponto percentual, tornou a disputa presidencial de 2022 a mais acirrada desde 1989.

Até então, a eleição mais apertada do período havia sido a de 2014, entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB). A petista ganhou o segundo turno com 51,64% dos votos, contra 48,36% do tucano. A diferença foi de apenas 3,28 pontos percentuais.

Nas eleições de 2018, Bolsonaro foi eleito com 55,13% dos votos válidos, contra 44,87% de Fernando Haddad (PT). A diferença, de 10,26 pontos percentuais.


Vitórias mais folgadas

A vitória com a distância mais folgada do segundo colocado foi a de Lula em 2002, quando o petista terminou o segundo turno com 61,27% dos votos válidos, o que correspondeu a 22,54 pontos percentuais na frente de José Serra (PSDB).


Desde a redemocratização, Fernando Henrique Cardoso (PSDB) foi o único candidato que foi eleito no primeiro turno, feito que repetiu nas eleições de 1994 e de 1998.


G1

84 visualizações0 comentário
bottom of page