top of page
  • Foto do escritorNova Amargosa FM

Bahia registra aumento de 123% em casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave


A Bahia registrou mais de 1,7 mil notificações de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAg) no primeiro trimestre de 2023, conforme foi informado pelo Ministério da Saúde. Os dados divulgados pela pasta incluem os dados da Covid-19 e demostram crescimento de 123% dos casos entre janeiro e março.

Em janeiro foram 390 notificações, já em março as notificações saltaram para 870 – um aumento de 480 casos.

Notificações sobre SRAg na Bahia em 2023

Meses Notificações Notificações em %

Janeiro. 390. 22,58%

Fevereiro 467. 27,04%

Março870 50,38%

Total 1.727 100%


Fonte: Ministério da Saúde

Em 2022, os casos de Covid-19 representaram mais de 50% das notificações por Síndrome Respiratória Aguda Grave na Bahia. Esse ano, os números mostram que as notificações por Influenza e outros vírus respiratórios somam mais de 86% dos casos.

No estado, 112 mortes foram registradas no primeiro trimestre de 2023 por causa das síndromes. Em 41 casos (36,61%), as pessoas foram diagnosticadas com Covid-19, enquanto os outros 71 tiveram diagnóstico de influenza ou outros vírus respiratórios que não foram especificados.

Cidades Salvador lidera o número de notificações com 849 casos no primeiro trimestre de 2023, de acordo com o Ministério da Saúde. O número representa 49,16% das notificações de SRAg no período.

Já em Vitória da Conquista, terceira maior cidade da Bahia e que fica na região sudoeste, foi registrado o maior número de notificações: 194. No dia 4 de abril, a Santa Casa de Misericórdia da cidade publicou nota informando que o atendimento a pacientes pediátricos do SUS extrapolou a capacidade em torno de 200%.

Como medida emergencial para diminuir a sobrecarga nos serviços de pediatria, a prefeitura criou um atendimento prioritário para crianças com síndromes gripais leves

Além de Vitória da Conquista, as cidades de Eunápolis, no sul da Bahia, Jequié, no sudoeste, e Feira de Santana, registraram números altos de notificações. Elas contabilizaram 108, 80 e 66 casos, respectivamente.

Vacinação Os registros mostram que, dos casos notificados de Síndrome Respiratória Aguda Grave na Bahia, em apenas 5,15% constava a informação de que o paciente tinha recebido a vacina contra a gripe na última campanha.

Em relação a Covid-19, os números revelam que em 48,29% dos casos de SRAg notificados, a pessoa tinha tomado a vacina contra a Covid-19. (G1)

124 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page